segunda-feira, 7 de setembro de 2015

"Independência do Brasil" - Tema para colecionismo

Todos os anos a Loteria Federal do Brasil tem a tradição de emitir uma extração para celebrar a data de emancipação  política  do  Brasil   O bilhete "07 de setembro - Independência do Brasil" traz estampado um medalhão com o retrato de D. Pedro I.

Bilhete da Loteria Federal - Extração da Independência
Setembro de 2015
Trazemos as imagens de diversos outros tipos de colecionáveis que também se enquadram na temática que comemoramos hoje.

7 DE SETEMBRO
A Independência do Brasil, enquanto história, ocorreu em 7 de setembro de 1822 e Dom Pedro I foi o responsável pelo rompimento da condição colonial do Brasil. 
Este processo de emancipação política de Portugal é um dos fatos históricos mais importantes do nosso país, por isso, uma das temáticas mais instigantes para colecionadores.
O dinheiro, o selo, o cartão (postal e telefônico), o bilhete de loteria, a fotografia e tantos outros tipos de colecionáveis são importantes vetores de comunicação para divulgar e consolidar os fatos e acontecimentos históricos do país.

Numismática - As primeiras estampas que retratam a "Independência do Brasil"aparecem na família de cédulas de réis. O quadro pintado por Pedro Américo "Independência ou Morte!",mais conhecido como "O grito do Ipiranga", óleo sobre tela de 1888, é estampado no reverso de diversas cédulas (Ano/Valor): 1891/200 Mil Réis , 1923/1 Conto Réis (imagem), 1927/50 Mil Réis, 1943 a 1964 /200 Cruzeiros (imagem).



Cartofilia

Os cartões postais apresentados são do início do século XX - 1905 - retratam a Praça Tiradentes e o"Monumento a D. Pedro I", localizados no centro do Rio de Janeiro (RJ). A estátua eqüestre de D. Pedro I, inaugurada em 1862 foi encomendada por D.Pedro II, para comemorar a "Independência do Brasil". A obra é do escultor francês Louis Rochet, baseada em desenho de Maximiano Mafra. É a mais antiga estátua do Rio de Janeiro.

Postais: coleção Pedro Mattoso


Filatelia -As duas peças filatélicas expostas, que entraram em circulação em 1972, foram emitidas para comemorar o "Sesquicentenário da Independência do Brasil". No bloco temos representado o quadro dePedro Américo "O grito do Ipiranga".










Telecartofilia - Os primeiros cartões telefônicos que apareceram com a temática "Independência" foram os emitidos pela Telebrás, em abril e julho de 1966, respectivamente com 35 e 20 créditos. Na primeira emissão temos estampado o quadro, óleo sobre tela, pintado por François-René Moreaux intitulado "Proclamação da Independência", de 1887. Quanto ao cartão lançado em julho, temos o famoso quadro pintado por Pedro Américo - "O grito do Ipiranga".












Loterofilia - A Loteria Federal do Brasil tem a tradição de, anualmente, emitir uma extração especial para comemorar a "Independência". Temos diversos artistas brasileiros que emprestarm seu talento para expressarem a data comemorativa.
extração 695, 06.09.1969 - quadro do pintor Di Cavalcantiextração 1258, de 06.09.1975 - quadro do pintor Glauco Rodrigues
extração 1353, de 04.09.1976 - quadro do pintor Carybé 



Telecartofilia
Série de quatro cartões telefônicos formando um painel estilizado do quadro de Pedro Américo"Independência ou Morte!", mais conhecido como "O grito do Ipiranga", óleo sobre tela de 1888. Cartões da Telefônica.
Neste quadro de 1922, o pintor Augusto Bracete retrata "Os Primeiros Sons do Hino da Independência", mostrando o Imperador D. Pedro I ao Piano - Cartão do Sistema Telebras, lançado em 1998.
 
Sabre em aço, ouro e marfim que pertenceu ao Imperador D. Pedro I sobre a bandeira do Primeiro Reinado (cópia) que guarneceu a câmara ardente montada para a chegada dos restos mortais do Imperador em 1972 - Sesquicentenário da Independência. Cartõa do Sistema Telebrás, lançado em 1998.
Maximafilia - A harmonia de uma peça filatélica formada pela união do cartão-postal, selo postal e do carimbo filatélico, todos convergentes para uma mesma temática, caracterizam o máximo postal.
Postal: D. Pedro I, óleo de Benedito Calixto, Ed. Museu Paulista da USP
Selo: Sesquicentenário da morte de D. Pedro I - 24.09.1984 - D. Pedro I - Rio de Janeiro - RJ
Obliteração: 1º dia de circulação -  Rio de Janeiro - RJ- 07.09.2010
Peça da coleção de Aloísio Queiroga.

Nenhum comentário:

Postar um comentário