terça-feira, 17 de novembro de 2015

Circuito das Águas de Minas Gerais

O lançamento ocorreu dia 9 de novembro de 2015, a emissão dos correios do Brasil têm o designer e traz 10 selos retratando o  Circuito de Águas de Minas Gerais (formato do selo  40 x 30 mm, têm designer de Jean Paulo Lopes).
SOBRE OS SELOS
O conjunto de selos destaca as dez cidades localizadas ao sul de Minas Gerais, que compõem o Circuito das Águas. São elas: Baependi, Cambuquira, Campanha, Carmo de Minas, Caxambu, Conceição do Rio Verde, Lambari, Maria da Fé, Soledade de Minas e Três Corações. Os selos retratam as atrações turísticas, arquitetônicas e os referenciais hídricos e culturais característicos de cada cidade, que fazem da região importante polo turístico do estado. A aquarela, com retoques digitais, foi a técnica escolhida pelo artista para a composição dos selos.

Texto descritivo do Edital
Circuito das Águas – Minas Gerais
O Circuito Turístico das Águas de Minas Gerais encontra-se na região sul do estado e é composto pelos municípios de Baependi, Cambuquira, Campanha, Carmo de Minas, Caxambu, Conceição do Rio Verde, Lambari, Maria da Fé, Soledade de Minas e Três Corações. A região é uma excelente alternativa para quem busca melhorar ou manter a saúde, almeja livrar-se do estresse e deseja tranquilidade, relaxamento e muita paz.
As características terapêuticas das aproximadamente 35 fontes de águas minerais são conhecidas há muito tempo. Existem relatos de que membros da corte portuguesa estiveram na região em busca de tratamento de saúde. Com as águas da fonte rica em ferro, de Caxambu, que hoje leva o nome de Princesa Isabel e Conde d’Eu, a Princesa fez seu tratamento para fertilidade, em 1868. Com a cura da anemia, a Princesa Isabel conseguiu engravidar e, como agradecimento, presenteou a cidade com a Igreja de Santa Isabel.

As fontes possuem características distintas e as águas de cada uma delas são indicadas para diversos fins, como terapias alternativas de saúde e bem-estar. As águas, com características magnesianas, sulfurosas, ferruginosas, entre outras, devem ser tomadas diretamente na fonte para que permaneçam com suas propriedades ativas. Utilizando águas minerais e outros recursos naturais, os Balneários Hidroterápicos do Circuito Turístico oferecem uma série de opções de tratamentos, sejam terapêuticos, ou de relaxamento e revigoramento.
Além das fontes de águas minerais, cada município traz consigo especificidades que enriquecem ainda mais a experiência na região.
A religiosidade é destaque em Baependi, com a devoção à Beata Nhá-Chica, que viveu na região grande parte de sua vida. Nhá-Chica era filha de escravos, e considerada a “mãe dos pobres”, por sua grande dedicação aos mais necessitados. Desde sua morte, em 1895, vários relatos de cura são atribuídos a ela, motivo pelo qual foi beatificada em 2012.
O antigo Cassino de Lambari, inaugurado em 1911, relembra os tempos áureos da região. Período de glamour no qual recebia-se figuras ilustres, como governadores e presidentes.
Os passeios de charretes das cidades, juntamente com o Trem das Águas, de São Lourenço a Soledade de Minas, levam o visitante ao século XIX.
Os cafés especiais são destaque em Carmo de Minas. Em Conceição do Rio Verde, o visitante pode ir às compras nas inúmeras confecções de roupas. Com suas baixas temperaturas, Maria da Fé atrai visitantes que tem a oportunidade de conhecer de perto uma produção de azeite e em Três Corações, terra do rei Pelé, o futebol é destaque.
Por esses e outros motivos, a região é um dois principais destinos turísticos de Minas Gerais.
Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais

Um comentário:

  1. Excelente matéria, e pelo dinâmico blog, parabéns...José Rodrigues

    ResponderExcluir