quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Cédula de valor facial mais alto - Numismática - Hiperinflação

A autoria dessa matéria é de Márcio R. Sandoval - escritor, numismata e associado AFNB, suas publicações podem ser vistas em seu blog "Sterling Numismática" (observe na coluna à direita link para seu site).
A cédula de denominação mais alta já emitida -  100 milhões de “B. Pengö” da Hungria – 1946.
Fig.1 – Cédula da Hungria de 1946 no valor de 100.000.000 “B.Pengö” (P.136).
Se fossem colocados os números teríamos o 1 seguido de 20 zeros
.
Em 1946, logo após a 2ª Guerra Mundial, a Hungria enfrentou uma hiperinflação que a levou a emitir a cédula de maior denominação da história, no valor de 100.000.000 “B.Pengö” (100 milhões de “B. Pengö” – Pick n°136), ou seja, 100.000.000.000.000.000.000 de pengö (cem quintilhões[1]),eis que o “B. Pengö” equivalia a um trilhão, que na prática nada ou quase nada valia (cerca de 20 centavos americanos na época). 


Esta cédula foi emitida pelo Banco Nacional da Hungria e apresenta a data de 3.6.1946. A estampa foi reaproveitada, sendo similar a de duas outras cédulas emitidas anteriormente (Pick n° 124 e 130). No anverso temos um medalhão com uma figura de mulher e no reverso o prédio do Parlamento húngaro. Interessante notar que a cédula não apresenta numeração, impedindo sua individualização.

Nesta mesma época a Hungria imprimiu outra cédula com denominação ainda maior, ou seja, 1.000.000.000.000.000.000.000 pengö (1 trilhão de “B.Pengö” ou um sextilhão de pengö) Pick. nº 137 , mas não chegou a emiti-la.

Fig.2 – Cédula da Hungria de 1946 (não chegou a ser emitida) no valor de 1 trilhão  de
                        “B.Pengö” (P.137). Se fossem colocados os números teríamos o 1 seguido de 21 zeros.
Estas cédulas vieram a superar as cédulas da Alemanha emitidas durante o período de hiperinflação que se seguiu a 1ª Guerra Mundial. A Alemanha emitiu em 1923 e 1924, cédulas de 100 trilhões de marcos, ou 100.000.000.000.000 (Pick n°128 e 140), um número pequeno se comparado com o da Hungria. 

A antiga Iugoslávia antes do seu desmantelamento emitiu uma cédula de 500.000.000.000 de dinares (500 bilhões) e o Zimbábue recentemente emitiu uma cédula de 100.000.000.000.000 de dólares (100 trilhões) com “prazo de validade” até janeiro de 2009...
Esta cédula emitida pelo Zimbábue em 2008 (P.91) é equivalente às cédulas alemãs do período de hiperinflação enumeradas acima (P.128 e 140).

                                               [1] Escala curta. No sistema europeu esta cifra equivale a cem trilhões.
                                                               Autor: Marcio R. Sandoval (sterlingnumismatic@hotmail.com), outubro 2008.

Nenhum comentário:

Postar um comentário